Manutenção em regime severo de uso

Poucos dão a devida importância para essa observação contida nos manuais do proprietário (ou manuais de serviços), mas seguir o correto programa de manutenção preventiva para cada regime de uso pode fazer você economizar dinheiro com reparos caros.

      • Se você dirige rotineiramente com o carro frio ou trajetos curtos, seu carro não atinge a temperatura ideal de trabalho. Nessa condição de uso, a queima de combustível não ocorre de maneira ideal, aumentando a contaminação do lubrificante pelo combustível não queimado no processo de combustão
      • Se seu carro for blindado ou anda rotineiramente com muita carga, tem o funcionamento do seu conjunto motor e câmbio mais exigido para impulsionar esse peso extra (a troca de óleo e filtro deve ser antecipado em 50% vs uso normal). Também não podemos esquecer de antecipar a revisão de itens da suspensão (amortecedores, molas, buchas, pivôs, etc), pneus, embreagem, e freios que também são mais exigidos nesta condição de uso.
      • Se andar frequentemente em estradas de terra também deve antecipar em 50% a troca do filtro de ar do motor e cabine.
      • Se você mora perto do mar ou próximo região onde há exploração de minério poderá ter problemas com oxidação de partes metálica ou correias contaminadas por minério que aceleram o seu desgaste e podem causar sérios danos ao motor (quem já teve um motor com correia dentada arrebentada sabe a dor no bolso que isso gera). Nessas condições é recomendado antecipar em 50% a troca da correia dentada e checar as polias, que podem sofre desgaste pelo atrito com o minério. Checar também a suspensão para detectar desgaste prematuro ou oxidação (lava o carro por baixo ajudará a tirar o sal e diminuir a chance de oxidação).
      • Se você dirige rotineiramente em engarrafamentos também deve considerar uso severo, pois, o anda e para do trânsito exige mais dos freios, motor e cambio.

Esse artigo foi útil?

Artigos Relacionados

Deixe seu comentário