Procedimento técnico – Motor falha na fase fria

Verificação mecânica:

1) Examine toda a parte física do motor, compressão, vazamento de cilindros e pressão da bomba de óleo (estes testes deverão ser efetuados com o motor frio).

Lembrete: A compressão do motor pode estar ok, porém poderá haver alguma MOLA de válvula quebrada (crítico em Motores VW AP).

2) Defeitos na válvula termostática.

3) Examine nos veículos da Linha VW o aquecimento do coletor de admissão, pois, sua circulação de água é através da tubulação abaixo do PTC.

Atenção: Se essa passagem de água estiver obstruída, o coletor de admissão não irá aquecer.

4) Examine a carbonização do motor em geral, coletor de admissão, corpo de borboletas, cabeçote, etc.

5) Retire todas as velas de ignição e introduza no orifício de cada vela uma haste de Madeira e observe, a PONTA das hastes após transcorrer um certo tempo deverão permanecer SECAS, caso contrário há infiltração de água para os cilindros através da Junta do cabeçote. (também é possível a utilizar de uma sonda de vídeo / boroscópio).

Verificação na linha de combustível:

1) Pressão do combustível acima do especificado, verifique se não há obstrução na linha de retorno.

Verificação da linha de injeção:

1) Examine a vazão das válvulas injetoras, principalmente as MagnetiMarelli aplicadas em sistema VW/Ford EEC-IV CFI.

Esse teste deverá ser efetuado com 1,2 Ms de abertura em bancada.

2) Examine a correta aplicação das válvulas injetoras X veículo.

Cuidado: Meça a resistência elétrica das mesmas a FRIO e a QUENTE (não deverá haver alteração nenhuma).

3) Examine o correto funcionamento dos sensores MAP/MAF em geral e mangueiras de vácuo.

Cuidado com o sensor MAF nos sistema EEC-IV.

4) Examine o nível do reservatório d’água (sangrar o sistema para eliminar ar, se necessário).

5) Motor não eleva a rotação na fase fria: Em sistema Bosch LE examine a existência de curto circuito no chicote entre a ECM e o medidor de fluxo de ar. Valor medido entre o pino 7 e massa em torno de 1,8 vdc (cuidado com chicote corroído debaixo da bateria).

6) Examine se há infiltração de água no interior de ECM, conectores em geral, etc.

7) Examine o correto funcionamento do sensor da temperatura d’água (monitore o seu sinal).

8) Defeito no módulo TFI em sistemas EEC-IV.

9) Mau contato gerando alta resistência no conector SPOUT em veículos assim equipados.

10) Examine o sinal da sonda de oxigênio.

11) Examine o correto funcionamento do sensor MAP, pois, em certos momentos o mesmo deixa de atuar.

Esse artigo foi útil?

Artigos Relacionados

Deixe seu comentário