Procedimento técnico – Motor pega e morre

Verificação mecênica:

1) Examine depósito de VÁCUO, pois, problemas com o sistema empobrece a mistura no momento da partida. A tomada de VÁCUO está ligada na mangueira do SERVO-FREIO.

2) Examine se o sistema de escapamento / catalisador não está com restrições.

3) Examine o estado físico do motor, comando gasto, sincronismo e válvulas presas.

Verificação elétrica:

1) Meça a queda de tensão no momento da partida (mínimo 9,6 Vdc).

2) Medir a ondulação harmônica do alternador RIPPEL com carga (máximo 200 Mvac).

3) Relê TAQUIMÉTRICO sem sinal de RPM vindo do pino -1 da bobina de Ignição em sistemas LE Jetronic.

4) Sistema EEC-IV CFI relê sem temporização. Alimentação +30 e +15 com pinos invertidos no plugue do relê.

5) Examine se há alimentação +30 para MEMÓRIA da ECM.

6) Examine o correto funcionamento do Schorting-Plug em sistemas assim equipados.

7) Motor desliga ao entrar o eletro ventilador: Examinar o consumo de corrente quando o eletro ventilador é acionado (máximo 25 ampères).

8) Fugas de alta tensão pela bobina de ignição (muito crítico em Sistema DIS).

Verificação na linha de combustível:

1) Examine se não há alarmes temporizados ligados no circuito da bomba de combustível.

2) Examine a pressão e vazão do sistema de alimentação de combustível.

3) Examine o correto abastecimento do combustível (gasolina x álcool).

Verificação do sistema de injeção:

1) Examine o correto funcionamento do sistema imobilizador (CODE). Observe o comportamento da lâmpada de anomalias do sistema CODE, perda do transponder da chave de ignição, chave incorreta (trocada com a de outro veículo).

2) Examine se o sensor MAP não está em Curto. Estando o mesmo com defeito ao fazer um teste com o scanner (linha GM) nos indicará um defeito 144 imobilizador e na verdade não é este o real defeito.

3) Sinal do sensor MAF (frequência) está sofrendo interferência da bobina de ignição (existe fugas de alta tensão).

4) Sensor MAF com defeito (examine-o).

5) Examine infiltração d´água em acoplamentos / conectores.

6) Examine a existência de alarmes ligados juntos com a alimentação positiva do relê de potência.

7) Examine se o sinal do sensor de TPS está correto e se o mesmo está chegando até a ECM.

8) Examine se o tempo do POWER-LATCH está correto (esse defeito é frequência nos sistema Marelli 1AVP, que poderá ser até 1 hora).

9) Examine as válvulas injetoras, que poderão estar abrindo somente com um pulso mais elevado. (teste em equipamento específico. As válvulas injetoras devem abrir com um pulso de 1,2 Ms).

Verificação do sistema de ignição:

1) Examine fugas de alta tensão em geral (podem estar interferindo nos demais sensores).

Esse artigo foi útil?

Artigos Relacionados

Deixe seu comentário