Procedimento técnico – Veículos com problema de bateria / alternador

1) Examine os cabos quanto a existência de oxidações, que poderão provocar quedas de tensão máximo de 0,3 Vdc. A tensão poderá ser medida diretamente na bateria e componentes. É importante também medir a queda de tensão com carga (consumidores ativos).

2) Cuidado quando usar uma bateria auxiliar de partida. Se certifique antes que a bateria do veículo não está com circuito aberto ou curto, pois, após a partida, a remoção da bateria auxiliar poderá gerar pico de corrente e danificar a ECM.

Na dúvida, retire a bateria e teste fora do carro.

Importante: Para realizar uma partida auxiliar, ligue primeiro o cabo massa (negativo).

Nota: Após a partida, devemos deixar o motor ligado por no mínimo 10 minutos para viabilizar uma recuperação mínima da tensão da bateria do carro.

Nota: Desligue a bateria auxiliar somente com o motor desligado.

Cuidados na troca da bateria:

Veículos PSA (Peugeot e Citroen) equipados com regulador eletrônico – Motor não pega após desligar a bateria:

1º Procedimento:

1) Desligue a alimentação da luz de testemunha da carga do alternador (fio D+ 61).

2) Dar a partida até que o motor entrar em funcionamento.

Nota: Nos veículos Citroen C3 e Picasso deixe o motor funcionando até que o aviso ECO do painel apague.

3) Desligue o veículo e ligue novamente o terminal D+ 61 do alternador.

2º Procedimento:

1) Ligar os bornes da Bateria.

2) Deixar a ignição ligada até ouvir o estalo no corpo de borboletas (em torno de 5 minutos).

3) Dar a partida do motor SEM voltar a chave de ignição.

Na linha FORD Focus, se a tensão da bateria cair abaixo de 10,20Vdc. durante a partida, o motor não irá entrar em funcionamento, pois, esse sistema está equipado com regulador de tensão eletrônico.

1) Medir a tensão da bateria para checar se existe curto ou aberto.

2) Aguarde o cessar do ” POWER LATCH”  que poderá durar até 1 hora dependendo do sistema. (para não aguardar o tempo do cessar do “POWER LATCH”, desligue o plugue da ECM).

3) Alimente com outra bateria o circuito para que não haja a perda da memória no sistema de som e alarmes.

Tabela de fuga , ou corrente de ” Standy-By ” (repouso):

Capacidade da bateria                              Corrente de fuga máxima

27 Ah                                                                         16 mA

32 Ah                                                                         19 mA

40 Ah                                                                         24 mA

45 Ah                                                                         27 mA

50 Ah                                                                         30 mA

54 Ah                                                                         32 mA

60 Ah                                                                         36 mA

63 Ah                                                                          38 mA

90 Ah                                                                          45 mA

100 Ah                                                                        50 mA

135 Ah                                                                        67 mA

150 Ah                                                                        75 mA

170 Ah                                                                        85 mA

180 Ah                                                                        90 mA

Regulador de tensão:

Com o motor Ligado, aguarde até que a corrente esteja abaixo de 5A. Leia então a tensão indicada. Esta tensão deve estar entre 13,8V e 14,4V. Se o valor obtido estiver fora desta faixa, o regulador deve ser trocado.

Testes no Sistema da Bateria e Carga:

1 – Medição da Tensão Inicial da bateria – Tabela do estado de carga inicial de uma bateria:

Volts DC             Densidade do Eletrólito            Estado de Carga

12,6                                1265                                   100%

12,4                                1225                                    75%

12,2                                1190                                    50%

12,0                                1155                                    25%

11,9                                1120                                     0%

2 – Uma bateria 100% carregada deverá apresentar uma tensão inicial máxima de 12,6V.

Se estiver acima, devemos aguardar durante uma hora ou dar várias partidas até que essa tensão chamada de “residual” caia para 12,6 volts, podemos também dar uma descarga em torno de 3 vezes o valor da corrente nominal da bateria, ou seja, uma descarga em torno de 200 ampères durante 15 segundos.

3 – Medição na bateria durante a partida:

A tensão deverá se manter acima de 9,6V e a sua recuperação deverá ser rápida. (desligue o sensor de PMS para que o motor não entre em funcionamento).

Importante: Em veículos equipados com regulador de tensão controlado pela ECM, essa tensão deverá ser superior a 10,2 volts., pois, se estiver abaixo desse valor o motor não pegará.

4 – Medição da queda de tensão durante a partida – Essa queda de tensão deverá ser medida entre o negativo da bateria e o bloco do motor (queda máximo 0,5 volts.).

5 – Medição da tensão de carga:

1º – Em alternadores antigos (polias V), ligar todos os consumidores (farol, pista alerta, ar, etc) e elevar a rotação do motor para 1200 rpm. Nesse instante observe a tensão fornecida pelo alternador, a qual deverá estar entre 12,7 e 13,7 volts.

2º – Em alternadores modernos (polias poly V) ligar todos os consumidores e elevar a rotação do motor para 1000 Rpm. nesse instante observe a tensão fornecida pelo alternador, a qual deverá estar entre 13,5 e 14,5 volts.

6 – Medição do “Ripple” ondulação harmônica do alternador – Ligar todos os consumidores e medir na escala de Vca. = máximo 0,5 Vca.

Importante: Essa medição deverá ser feita diretamente entre o borne positivo e massa do alternador.

7 – Medição de corrente através da pinça amperimétrica:

1º – Ligação da pinça ao multiteste – Ponteira vermelha (+) ao V/W e a ponteira preta (-) ao comum.

2º – Para a leitura até 400A use  a escala Mvdc, e para leituras até 600A use a escala de Vdc.

3º – Abraçar com a pinça o cabo negativo e cuidar o sentido da circulação da corrente.

4º – Zerar a pinça com o respectivo botão e pressione a tecla REL. do multiteste.

Nota: Somente é possível medir correntes acima de 0,1A (100mA).

Esse artigo foi útil?

Artigos Relacionados

Deixe seu comentário